O segredo está nas cores!

Não adianta você ter o melhor desenho e não saber usar as cores corretamente, só utilizar apenas cores primárias, não saber fazer a fusão ou a sobreposição das cores. É necessário uma boa harmonia de tons, para que você possa fazer um belo quadro. Falando assim, parece até difícil, mas, vou te dar umas dicas e você verá que tudo é mais simples do que pensa.

 

Clarear e escurecer

 

Muitas pessoas acham que para clarear uma cor, deve-se misturar com branco ou para escurecer, usa-se o preto. Não! Tanto para clarear ou escurecer, você deve utilizar cores que ajudem a manter o padrão da cor que sofrerá a alteração. O branco, por exemplo, só pode clarear duas cores, o amarelo e o azul – essas são as únicas cores que você clareia com branco.

Sabe qual tom escurece amarelo? O laranja! Mas, tem pessoas que já me disseram que escureceram com sombra queimada, sépia ou marrom, okay, mas, essas cores descaracterizam o amarelo e ele perde o efeito, o brilho. Há quem diga também que já escureceu o verde com o preto, sim, pode, mas o seu trabalho ficará primário. Sabe o que escurece o verde? O azul da Prússia!

pintura-em-tela-costerus-segredo-cores-professor

Então, reforçando: tanto para clarear ou escurecer, você deve utilizar cores que ajudem a manter o padrão da cor que sofrerá a alteração.

Fusão das cores

pintura-em-tela-costerus-segredo-cores

Uma outra questão que muitas pessoas têm dúvidas é em relação a fusão das cores. Mas, o que é a fusão? Nada mais é que misturar uma cor com outra, para unificar aquelas subdivisões do céu com a nuvem, por exemplo, não ficarem uma “quebra” muito radical, deixando a nuvem muito recortada ou sozinha.

 

Fazer essa fusão com acrílico é mais difícil, porque a tinta seca mais rápido. Mas, não é impossível fazer fusão com acrílico, contudo, isso vai exigir muita técnica e agilidade, então, se você está iniciando na pintura, eu recomendo começar com a tinta a óleo, que permite que você faça a fusão com mais calma, pois ela demora mais a secar.

 

Outra coisa, você pode usar a mesma técnica de mistura de cores com tinta acrílica, contudo, tem a questão da sobreposição das cores. Será mais difícil se tiver pintando com acrílica. E porque? Pelo motivo de sempre, a secagem

E para finalizar, vou te dar uma dica de como conservar as tintas que sobraram em sua paleta. Basta colocar um pouco de óleo de linhaça nas tintas, essa misturinha garante pelo menos dois dias de conservação

pintura-em-tela-costerus-segredo-cores-marco

Mas, se você se esqueceu e a tinta secou, infelizmente, você perdeu a tinta, então, raspe com uma espátula. Se estiver muito dura, para quem tem paleta de aluminío, você pode mergulhar na água, deixar por um dia e a tinta vai amolecer e você tira com uma pinça, puxando a tinta para cima. Se a sua paleta for de madeira ou papel vegetal, coloque-a em um saco plástico e deixe por um dia na geladeira. 

 

✅ Acesse o meu canal no Youtube com muitas dicas e conteúdos incríveis sobre todo o universo da pintura em tela.

Como recuperar e restaurar um quadro rasgado

A sua tela rasgou? Calma, não pense em jogar fora! Eu tenho uma ótima dica para você recuperar e restaurar a sua tela, mesmo que ela já esteja pintada. Se você seguir o passo a passo certinho, você terá a sua tela novinha em folha, como se nunca tivesse rasgado antes!

Você vai precisar de: uma espátula pequena, pedaços de tela, tesoura, cola branca, massa corrida e claro, as tintas que usou naquela pintura. Se a sua tela não estiver pintada, tudo bem também, essa recuperação serve para qualquer caso!

Primeiro, pegue um pedaço de tela – um pouco maior que o rasgo – e, com a tesoura, vai arredondando esse pedaço. É bom deixar tudo redondinho, pois as pontinhas não ficam descolando e assim é  melhor para fixar. 

pintura-em-tela-costerus-recuperar-restaurar-quadro

Depois, passe uma quantidade razoável de cola branca na parte mais clara do pedaço e também um pouco de cola no próprio rasgo. Sem exageros viu, é apenas o suficiente para colar. Com o auxílio da espátula, vai espalhando a cola para não ficar excessos. Feito isso, pregue o pedaço no rasgo atrás do quadro. 

Aplique um pouco mais de cola, se achar necessário, e vai passando a espátula, sem usar força, apenas para ir distribuindo a cola por todas as extremidades.

Olhe a frente da tela para deixar tudo bem alinhado, ver se os dois lados estão bons, se não está dobrado, deixar tudo lisinho. Com o auxílio da espátula vai passando e retirando o ar que pode ficar dentro, para não criar bolhas e vai conferindo a frente também.

pintura-em-tela-costerus-recuperar-restaurar-quadro (1)

 

Observação: não demore tanto porque a cola seca em minutos!

Pronto, feito o remendo atrás, agora, vamos para a parte da frente! Faça uma mistura com a massa corrida – aquela de parede mesmo – e cola branca. A quantidade vai depender do tamanho do rasgo da sua tela. Portanto, se for um furo pequeno, pode colocar de duas a três espátulas pequenas de massa corrida e 15% de cola branca e misture bem. 

Passe uma quantidade razoável para cobrir a falha e vai tirando o excesso com a própria espátula sem deixar uma camada grossa. Pode passar em volta do furo também, mesmo que pegue um pouco na pintura, não tem problema. 

Espere alguns segundos e observe se vai escorrer. Conforme for escorrendo, vai passando a espátula e sempre deixando tudo bem lisinho, sem nenhum relevo.

Feito isso, espere secar e daí você já pode pintar, de preferência, com as mesmas tintas e cores usadas na pintura original.

 

pintura-em-tela-costerus-recuperar-restaurar-quadro

 

Pinte a vontade, faça os ajustes necessários não somente onde está o furo, mas, aproveite para ir deixando as cores uniformes na região afetada. Aproveita para ver se precisa dar uma pincelada em outro local, para que a tinta nova não se sobreponha tanto. Se sobrar tinta, aproveite para dar um toque em outras áreas também.

✅ No meu canal do Youtube Marco Costerus eu tenho um vídeo em que eu mostro com detalhes e vou fazendo na hora todo esse passo a passo. Confira!

Como descobrir e desenvolver o seu estilo na pintura

Se você está com dificuldades para achar o seu estilo na pintura em tela, nesse artigo eu vou te mostrar alguns estilos e ao final te explicar como identificar o seu! 😍

pintura-em-tela-costerus-blog-impressionismo

 

 

 

Bom, começando pelo Impressionismo, o conceito dessa pintura é ao ar livre, pois trabalha em cima de paisagens ou coisas que se vê. É um estilo de pintura que  não usa linhas marcadas, definidas ou bem alinhadas. A proposta é mostrar o perfeito, com uma certa desconstrução, mas sem modificar tanto o cenário.

 

 

 

O Acadêmico é quase hiper-realismo, são pinturas que levam o mínimo detalhe. De perto ou de longe é a mesma coisa de tão impecável. Não existe imperfeição, é uma pintura de como o olho vê, com as mesmas linhas e formas. 

A Naif é considerada uma pintura ingênua ou primitiva, não tem perspectiva. Os desenhos são do mesmo tamanho, não tem luz e sombra, é apenas um tipo de luz na tela toda; bem colorida, que possui grande diversidade, imaginação e criação, tendo uma linguagem pessoal, original e instintiva de expressão.

pintura-em-tela-costerus-blog-cubismo

 

 

 

 

 

O Pontilhismo consiste numa pintura feita com pontos coloridos que estando muito perto uns dos outros, quase não se tem espaços brancos, causando uma visão de cores e efeitos na obra. São muitos pontos minúsculos que devem estar organizados e bem próximos, que deem a impressão de criação de uma cor. 

 

 

 

 

 

pintura-em-tela-costerus-blog-Pontilhismo

 

 

 

 

O Cubismo é uma arte caracterizada pelo uso acentuado de formas geométricas, com mudanças de tons. Assim, elas passam a ser representadas pelos objetos em todos os seus ângulos no mesmo plano, constituindo uma figura em três dimensões. Essa técnica causa uma sensação de pintura escultórica. 

 

 

 

A pintura Abstrata não usa desenho, luz e sombra. É usado uma cor predominante no quadro e seguindo vários tons dessa cor, com movimentações: arredondado, quadrados, pontos, tremendo ou jogando com pincel sem tocar na tela. A pintura Abstrata por mais fácil que pareça, também exige técnicas na utilização da mistura das cores primárias, secundárias e cores complementares.

Sabendo de alguns estilos de pintura, você já pode começar a ter uma ideia do qual se identifica mais, o que mais te agrada, mais te atrai, a sua tendência natural. Se você já pintou algum quadro, olhe para ele e tente identificar para qual lado você está caminhando, onde você está tendo mais facilidade.

Eu já tive alunos no meu curso Iniciando Como Artista que chegaram a pensar em abandonar a pintura, porque o estilo era Acadêmico e estava indo para o lado Impressionista, porque é o que tem mais pessoas pintando. Errado! Não faça aquilo que todo mundo faz, só porque vende mais ou chama mais atenção. Não! A pintura é um sentimento individual e se você pensar no que está na moda, não conseguirá fluir o seu verdadeiro estilo. 

Também não pense que no primeiro quadro você já saberá o seu estilo. Isso leva um pouco mais de tempo, são no mínimo três meses para você descobrir o seu estilo, isso pitando e praticando diariamente.

E tem mais, depois de começar a pintar o estilo que você se identifica no momento, você terá que aprender as técnicas de outros estilos, pois, como você vai saber se a sua tendência é Impressionista se você nunca pintou Impressionismo?

Você até pode se identificar com Cubismo, mas, na hora de colocar a tinta no quadro, você percebe que está indo para o Naif, por exemplo. 

Portanto, primeiro você pintará aquilo que gosta e depois vai observando se os caminhos estão levando a continuar nele ou se está sendo direcionado para outro lado.

É muito importante observar isso! 👀

✅ Acesse o meu canal no Youtube Marco Costerus, lá eu tenho vídeos com dicas para ajudar  você a identificar o seu estilo.

Dia da Pintura – Descubra o seu estilo

11 de agosto é o dia em que celebramos a arte de pintar, é o Dia da Pintura! Graças à pintura, mundos em tons, cores e formas variadas ganharam vida ao longo da história. Existem vários meios de se praticar a pintura, contudo, a pintura em tela sem dúvidas é a mais difundida. E não digo isso pelo fato de ser a minha área de atuação como artista plástico, mas por que a pintura em tela fez e faz história até hoje!

Quando falamos em pintura, é inevitável não pensar em telas e artistas plásticos que marcaram épocas com seus quadros extraordinários. É tão evidenciada que até quem não está ligado diretamente no meio das artes plásticas, já ouviu falar ou viu algum quadro de Leonardo Da Vinci, Michelangelo, Picasso ou Van Gogh.

pintura-em-tela-costerus-blog-da-vinci

Mas, engana-se quem pensa que a pintura surgiu do século 17 pra cá . Na verdade, a pintura é uma manifestação artística muito antiga, que acompanhou o desenvolvimento das sociedades. Antes mesmo de ser considerada uma arte, a pintura já fazia parte do dia a dia dos seres humanos.

Uma das primeiras formas encontradas pelos homens para expor os seus pensamentos e até mesmo deixar indicações da sua existência, foi a arte rupestre. Nela eram representadas as cenas do cotidiano, sonhos, elementos da natureza e da caça, que geralmente eram feitas em cavernas.

Comum entre praticamente todos os povos que habitaram e habitam a Terra, a arte de pintar é algo que está diretamente atrelado à essência humana. A pintura é considerada a origem de todas as expressões no campo das artes visuais, ela permanece sempre como referência e ponto de partida para novas experimentações. Diversas formas de expressão partem das questões teóricas, estéticas e filosóficas que a pintura traz para a manifestação artística atual. 

 

pintura-em-tela-costerus-blog-dia-do-pintor

 

Se você está lendo esse artigo, com certeza é por que você já deve saber pintar, está querendo começar ou já fez o meu curso Método Costerus. Seja qual for a sua razão, de uma coisa eu sei, você tem o seu estilo e uma personalidade própria. Há quem goste do Abstrato, outros já preferem as pinturas Figurativas. Os gêneros mais difundidos de pinturas são: natureza-morta, retratos, paisagem, dentre outros.

Eu tenho um texto aqui no Blog que pode te ajudar a identificar qual é o seu estilo. Cada um tem seus gostos e sonhos pessoais e a pintura proporciona a você a liberdade de escolher e criar a sua própria identidade.

 

Quer ir para um próximo nível?

Conheça os cursos online onde você pode aprender direto da sua casa e possui todo o ensinamento para você virar um pintor de mão-cheia. Clique Aqui.

Baixe o meu ebook gratuito: “Lista de Materiais para Iniciantes na Pintura em Tela”

Utilize as suas mãos no combate a depressão

Eu sempre falo e gosto muito de reforçar a importância da pintura para a saúde mental. No mundo de hoje, cheio de tarefas e deveres, nos vemos desestimulados e muitas vezes sem ânimo. Cuidado! Isso pode levar a problemas como depressão e ansiedade.

Estudos apontam também que fatores biológicos, genéticos e psicossociais podem ser causas da depressão, ou seja, afeta pessoas de todas as idades, de qualquer lugar do mundo, sendo a maior causa de suicido entre idosos.

E eu trago um dado preocupante: em 2019, foi apontado que 5,8% da população brasileira (11,5 milhões de pessoas), sofrem de depressão. Essa taxa acima da média global, coloca o país no topo do ranking no número de casos de depressão na América Latina, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

pintura-em-tela-costerus-blog-depressao

 

No período da pandemia, o Brasil liderou os casos de depressão e ansiedade, segundo pesquisa realizada em onze países, pela Universidade de São Paulo (USP). Somos o país que mais tem casos de ansiedade (63%) e depressão (59%).

É assustador essa quantidade de informações sobre a população do nosso país, mas, infelizmente, é uma realidade atual. A depressão não é brincadeira, devemos levar isso muito a sério e buscar as formas mais sadias de combater este mal. Para não cair no abuso excessivo de medicações que podem trazer danos irreversíveis à saúde. 

Outro dado alarmante é: o Brasil é o país que mais consome Rivotril  (um ansiolítico e tranquilizante, tarja preta), no mundo.

E porque eu te falo tudo isso? Por que  existem meios saudáveis de combater a chamada “doença da alma”. Neurocientistas descobriram que os níveis de substâncias neuroquímicas, responsáveis pela sensação de prazer e bem estar aumentam no cérebro quando utilizamos as nossas mãos. Traduzindo na melhor linguagem: as atividades manuais são mais eficazes que muitos remédios

pintura-em-tela-costerus-blog-ansiedade

A arteterapia vem sendo utilizada e recomendada para o combate dessas doenças. A pintura, por exemplo, utiliza materiais diversos e coloridos, que resultam em produções afetivas e expressivas, fazendo a pessoa que utiliza dessa técnica despertar a criatividade e o prazer artístico, despertando a autoestima, o amor-próprio e orgulho, que auxilia no processo de reestruturação emocional.

Esta terapêutica é comprovada, cientificamente, através de estudos aprofundados, como assistencial no trato da depressão e ansiedade. A pintura relaxa, acalma e ajuda a distrair, sendo uma atividade extremamente benéfica.

Então, eu te convido a dedicar um pouco do seu dia para você aliviar o seu corpo e a mente. Permita-se aos benefícios que a pintura pode te oferecer!

 

pintura-em-tela-costerus-blog-arte-terapia

Quer ir para um próximo nível?

Conheça os cursos online onde você pode aprender direto da sua casa e possuir todo o ensinamento para você virar um pintor de mão-cheia. Clique Aqui.

Baixe o meu ebook gratuito: “Lista de Materiais para Iniciantes na Pintura em Tela”