Vencendo a insegurança!

A arte tem uma grandeza humanizadora e uma capacidade imensa de afetar as pessoas, tanto como uma ferramenta de trabalho, como na forma do sujeito pensar, agir e ser no mundo. Há diversos benefícios que a prática da pintura traz, pois expressar-se através da arte permite a liberação de dopamina e endorfina, que são hormônios que proporcionam uma sensação de prazer e bem-estar e são liberados também, por exemplo, quando praticamos exercício físico.

Mas apesar desses benefícios todos, quando vamos pôr o plano em ação, a insegurança bate, não sentimos confiança no nosso trabalho e nos sentimos incapazes de pintar e então você não sai do lugar.

Pode ter certeza que isso não acontece só com você.

Você sabia que Vincent Van Gogh também se sentiu inseguro? O pintor holandês, nascido em 1853, decidiu colocar sua arte em prática apenas em 1880 e morreu em 1890. Nesses 10 anos ele pintou centenas de quadros, mas vendeu apenas um em vida. Quando ele retratou o seu famoso quadro Noite Estrelada, pensou que talvez nem fosse tão bonito assim.
pintura-em-tela-costerus-blog-van-gogh-noite-estrelada

Conforme uma reportagem sobre Van Gogh, produzida pela Istoé, em uma carta que o pintor escreveu ao seu irmão, Theo, ele disse: “Todas as coisas que considero um pouco boas são o campo de trigo, a montanha, o pomar, a oliveira, as árvores com as colinas azuis, os retratos e a entrada para a pedreira. O restante (como a “A Noite Estrelada”) não me diz nada”.

Mas o que podemos fazer no momento em que a insegurança bater?

Eu te adianto que não há uma fórmula mágica. É importante desenvolver algumas técnicas que vão te ajudar a fortalecer a sua confiança!

Quando você for iniciar uma pintura em tela, decida previamente o que você quer pintar. Se pergunte qual imagem você quer representar na sua tela e imagine todos os detalhes. Isso já vai te dar mais firmeza para dar o pontapé inicial e continuar o trabalho. Pense sempre antecipadamente nas particularidades do tema da sua obra, até que você tenha um domínio, ou seja, até que isso se torne natural.
pintura-em-tela-costerus-blog-insegurança

Exercite a sua mente para criar confiança! Nos tornamos pintor, apenas pintando! E o primeiro passo é sair da sua zona de conforto, colocar o esboço no papel e treinar muito, assim você desenvolve a criatividade e fortalece a confiança na sua arte. No final, quando você for assinar seu quadro, tenho certeza que sentirá muita felicidade e um orgulho imenso do seu trabalho. A alegria traz boas expectativas!  

Eu acredito em você e sei que você não vai desistir de pintar!

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *