O poder da paleta de cores na história da arte

Olá, gente!

Vocês já pararam para analisar as paletas de cores de algumas obras famosas?

Primeiro eu queria explicar para vocês que a paleta de cores é um conjunto de cores que são selecionadas e quando utilizadas de forma harmônica, passam uma ideia, uma identidade visual, um sentimento ou uma sensação.

pintura-em-tela-costerus-blog-paleta-cores-logan-ledford
Obra da artista Logan Ledford

Dependendo da forma como ela é usada, muda totalmente a percepção da pessoa sobre a pintura. 

Analisando as obras do período do Renascentismo, entre os séculos XIV e XVII, percebemos que os artistas utilizavam muito as cores amarelas, vermelhas e muitos tons de bege. Essa época começou também a se usar bastante a perspectiva (que eu já comentei aqui). Veja os exemplos de Mona Lisa, de Leonardo da Vinci e O Nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli:

pintura-em-tela-costerus-blog-monalisa-vinci

Já entre os séculos XVII e XIX, durante o período Barroco, onde os sentimentos eram  expressados de maneira exagerada e, por isso, nesse estilo bem realista e que retrata diversas classes sociais, percebemos um fundo escuro e bastante jogo de luz e sombra, intensificando a sensação de profundidade, através do contraste claro-escuro, para dar um ar dramático às obras. Como, por exemplo, essas obras de Caravaggio e Rembrandt:
pintura-em-tela-costerus-blog-paleta-amor-vitorioso

De outro modo, no século XIX, com o movimento artístico denominado Impressionismo, eram utilizados vários tons de uma mesma cor. Outra principal característica era a incidência de tonalidades dependendo da luz solar, sendo assim, a luz e a sombra eram obtidos conforme as regras das cores complementares, demonstrando tons muito luminosos e coloridos. Veja o quadro Regatas em Argenteuil, de Claude Monet:

pintura-em-tela-costerus-blog-paleta-cores-monet

Por sua vez, durante o período do Cubismo, no século XX, os elementos da natureza eram representados através de formas geométricas e linhas cruzadas, deixando de fora a perspectiva e focando em apenas duas dimensões. Nesse movimento foram usadas cores mais fortes, mais saturadas e puras, como o amarelo-berrante e o vermelho-turquesa. Como exemplo, veja essas obras de Georges Braque e Pablo Picasso:

pintura-em-tela-costerus-blog-paleta-cores-braque

A utilização correta das cores é importante para ambientar o que você quer expressar na sua obra! As cores influenciam no tamanho e formato dos objetos pintados e há infinitas maneiras de você manuseá-las.

Acompanhe os vídeos no meu canal do Youtube (Marco Costerus) para exercitar sua criatividade!

Inclusive eu já falei para vocês sobre a harmonia das cores: VEJA AQUI! 

Gostaria de saber mais sobre como utilizar a paleta de cores? Clique aqui e se inscreva no meu curso!

 

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *