Posts

A importância da perspectiva na pintura

A tela de pintura é uma superfície reta e é preciso dar uma profundidade ao desenho para reproduzir uma imagem próxima ao real.  A perspectiva é um ingrediente fundamental para que possamos desenhar em um plano bidimensional e dar a ideia de 3D que é assimilada pelos olhos humanos.

Para aplicar a perspectiva à pintura, é necessário ter uma linha do horizonte e um ponto de fuga, então os objetos vão reduzindo de tamanho em direção a esse ponto, indicando a direção da conversão dos ângulos paralelos do objeto, que tem distâncias diferentes em relação ao observador, criando a ilusão de profundidade. Então os objetos mais próximos do observador parecerão maiores do que aqueles que estão distantes, criando uma ilusão de ótica, enganando o cérebro para acreditar que aquilo que estamos vendo no quadro é de fato algo real.  

 

pintura-em-tela-costerus-blog-perspectiva-conica

 

A perspectiva também indica a localização do espectador no que se refere ao desenho, ou seja, a linha do horizonte mostra a altura do olhar deste em relação ao objeto, por sua vez o ponto de fuga indica a direção e nível que o observante está perante o item desenhado. Essa perspectiva é chamada de cônica.

O quadro de pintura, por ter duas dimensões, tem que transmitir através de uma imagem visual a ilusão de uma terceira dimensão. Para entender melhor, você deve estar atento à localização, à distância entre os objetos e ao tamanho relativo entre eles, e quando um ou mais objetos estiverem no mesmo plano, a proporção entre eles deve ser real. Por exemplo, se você for desenhar uma flor e uma árvore, a árvore será realmente maior do que a flor.

No entanto, através da ideia da perspectiva, é possível que uma flor seja aparentemente maior do que a árvore. Para que isso ocorra, basta que a flor esteja em primeiro plano e a árvore esteja localizada mais atrás, para que se enxergue ela menor.

 

pintura-em-tela-costerus-blog-perspectiva

 

Resumindo, é esse o papel da perspectiva: intensificar a ilusão de ótica para que o observador acredite que o seu desenho é real. 

Outra técnica de perspectiva é a chamada atmosférica, que acontece através de variações de luz e cor. Para obter uma ilusão de profundidade, o artista utiliza cores mais luminosas e contornos mais nítidos nos objetos mais próximos, e naqueles mais afastados são pintados de formas menos nítidas e com cores semelhantes às do fundo. 

Isso acontece em razão das partículas que ficam suspensas no ar, como por exemplo, poeiras do ambiente e gotículas de água, e quando a luz bate nessas partículas, ocorre o efeito de refração. Os pintores usavam essa perspectiva, detalhando os objetos mais distantes como mais pálidos e menos detalhados.

Curiosidade: o termo perspectiva atmosférica foi designado por Leonardo Da Vinci, que descreveu que o ar não é um meio totalmente transparente, além de ser mais denso próximo do solo, e com o aumento da distância do ponto de observação, o objeto torna-se menos claro e mais matizado e incolor. Repare, por exemplo, no fundo do quadro “A Virgem e o Menino com Santa Ana”, de Da Vinci (1513).

 

pintura-em-tela-costerus-blog-perspectiva-atmosferica

 

 

 

Tudo o que a gente observa tem o impacto da perspectiva, uma vez que tudo o que você vê está em um determinado ângulo ou posição, e é importante para que o objeto se identifique de forma ordenada e coesa na tela de pintura. 

Portanto, quando planejar o seu trabalho, ao utilizar esses métodos, você definirá quais são os elementos que ficarão em destaque para transmitir a sensação de uma ordem de disposição dos objetos em relação ao observador da sua obra.

A melhor forma de você aperfeiçoar essas técnicas e evoluir na arte é TREINAR MUITO! Para isso acompanhe os vídeos no meu canal do Youtube (Marco Costerus) e se inscreva no meu curso (clicando aqui), onde eu dou muitas outras dicas para facilitar a aplicação da perspectiva em figuras e objetos.

Como remover a tinta em óleo de superfícies?

Na arte da pintura em tela, temos uma certeza: sujar as mãos com o que mais gostamos de fazer. É natural que a tinta manche nossos dedos e até mesmo o espaço que utilizamos para desenvolver nossos quadros.

Mas Professor Costerus, meus móveis e objetos ficarão manchados? Não se vocês seguirem essas dicas simples que preparei nesse artigo. Afinal, nada melhor do que abusar da criatividade sem se preocupar com deixar manchas permanentes em móveis.

O primeiro passo é arrumar o seu local de trabalho, deixando as tintas e pincéis próximos do cavalete para pintura. Utilize também uma roupa leve, de preferência com um avental para evitar manchas e deixá-lo mais confortável no desenvolvimento de sua atividade.

Como já foi abordado aqui no blog, a tinta em óleo possui uma secagem mais lenta, ideal para que os artistas tenham tempo de realizarem correções em suas obras.

Ao derrubar a tinta num objeto ou móvel plástico, basta ter um pouco de óleo de linhaça. O óleo agirá como solvente e removerá a tinta de superfícies plásticas.

Pegue um pano e o umedeça com o óleo de linhaça, após remover o excesso da tinta com uma espátula, utilize o pano umedecido para retirar a mancha e pronto seus objetos estarão com o mesmo aspecto de antes. Demais né muleque?

Para remover a tinta das mãos, não é necessário gastar dinheiro para comprar um produto específico. Pode ser utilizado produtos que você já tem em casa a base de óleo, como: azeite, óleo de coco ou óleo essencial de limão siciliano.

Esfregue bem as mãos, tendo atenção nas áreas manchadas até que a tinta se dissolva, acrescente mais óleo se necessário. Logo após, lave bem as mãos com água e sabão e repita o processo, caso ainda tenha vestígios de tinta.

Conheça e aprenda mais dicas com o Método Costerus. Se inscreva no meu curso on-line e se aprimore cada dia mais nas artes plásticas clicando aqui.

 

Dicas essenciais para começar a pintar telas com tinta a óleo

Fala pessoal! Se você anda na dúvida sobre tintas boas para começar esse texto aqui é pra você!

Existem diversos tipos de tintas para praticar a pintura em tela. Uma das mais conhecidas e usadas por artistas de todo mundo é a tinta a óleo. Com toda a minha experiência em ensinar pintura em tela eu recomendo sempre a tinta a óleo para iniciantes. Elas geralmente possuem uma vibração maior de tons é mais intensa e não podemos esquecer dos solventes não é mesmo?

Para começar com tinta a óleo temos que lembrar sempre do mixt que é basicamente a mistura do óleo de linhaça com a terebentina, você deve pegar um pouco do óleo de linhaça e separar. Depois você tem de acrescentar 15% de terebentina ou algum solvente como eco solve isso é muito importante. Você nunca deve misturar as cores sem esse mixt

É importante e muito bom a tela ter também a imprimatura que eu ensino a fazer com tinta acrílica e gris neutro com um pouquinho de terrasena natural. É interessante ficar bem aguado, você pode dar uma aguada na tela e esperar secar, quando estiver bem seca aí sim vai poder começar a pintar com tinta a óleo e não se esqueça que as cores devem estar separadas na paleta, em grupos de azul, verde, os tons pastéis e o branco. Mas o mais importante é sempre estar misturado a tinta no mixt, não esqueça disso. Coloque em algum conta-gotas ou você pode utilizar até mesmo um pote de adoçante que funciona bem colocando a metade ali e os 15% de terebentina. Misture bem e massageie cada uma e depois coloque nas cores que você quiser.

Se as tintas que tem na paleta secam formando arrugas, é porque com certeza, você adicionou muito óleo de linhaça, por isso é importante estar sempre atento as medidas.

As tintas que possuem pigmentos na cor chumbo aceleram o processo de secagem porque geralmente têm cobalto e manganês. Estas cores podem ser misturadas com outras para acelerar o processo de secagem e são ótimas cores para as camadas inferiores.

É importante ter paciência

Se você não possuir o secante a sua pintura pode levar um tempo para secar. As cores escuras normalmente demoram três dias para secar e as cores mais claras demoram até um mês. Mas felizmente existe o secante de cobalto que é um líquido meio cor de vinho que não muda a cor da sua tinta e você pode misturar um pouquinho nas suas tintas que podem secar por volta de quatro horas

Ah muleque!

As cores nos fazem viajar e aguçam a nossa criatividade é importante conhecer os tipos de tinta que iremos usar ao pintar uma tela e mais importante ainda é se atentar à essas dicas valiosas que eu acabei de te proporcionar.

Quer conhecer mais sobre os materiais essenciais para a pintura em tela? Baixe o meu ebook “Lista de Materiais para Iniciantes na Pintura em Tela” e descubra um mundo de possibilidades para a sua arte.

Conheça também os meus cursos de pintura em tela clicando aqui

Dicas essenciais para começar a pintar telas com tinta a óleo 3

Dicas essenciais para começar a pintar telas com tinta a óleo 4

Pintores Brasileiros e o que podemos aprender com eles

Oi pessoal! Tudo bem com vocês? 

Felizmente vivemos no Brasil, terra de muita cultura e muita arte e também lugar de muitas inspirações. Para se tornar um artista é importante também conhecer um pouco mais da cultura e isso abrange falar sobre os pintores brasileiros que gostamos e admiramos. A pintura no Brasil surgiu com os índios e logo em seguida passou a ser reproduzida pelos europeus que aqui vieram e geralmente representavam os povos indígenas e os escravos que também trouxeram a sua arte. A pintura foi evoluindo e mudando suas técnicas e características de acordo com o tempo

Vou trazer aqui exemplos de pintores brasileiros que podemos nos inspirar e aprender muito com eles.

O primeiro artista que vou falar aqui é conhecido pela grande quantidade de obras, Cândido Portinari que se destacou também no mundo com suas telas. Portinari possuía fortes influências do Cubismo e do Surrealismo e gostava de trazer em suas obras temas como a pobreza do Brasil, religiosidade, condições dos trabalhadores rurais e às vezes paisagens. Geralmente trazia tons terrosos na sua paleta de cores. É um artista e tanto, e vale a pena dar uma olhada em suas obras.

Créditos: Reprodução Fotográfica – Raymond Asseo
CRIANÇA Morta. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra3327/crianca-morta>. Acesso em: 21 de Jun. 2020. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7

Uma pintora que se destacou bastante na história da arte brasileira foi a Tarsila do Amaral que teve a oportunidade de estudar arte em vários lugares na Europa, por isso ela voltou para o Brasil com uma bagagem artística muito forte se tornando depois de um tempo uma das principais artistas a integrar o Movimento Modernista Brasileiro. A arte dessa incrível pintora brasileira é carregada de cores vivas e chamativas mas também com algumas influências do Cubismo por inserir formas geométricas na tela. Ela também representava muito o cotidiano, o dia a dia e as paisagens brasileiras. É uma ótima referência para quem gosta de brincar com as cores. Pintores_brasileiros_e_o_que_podemos_aprender_com_eles 2

 

Créditos:  Reprodução fotográfica Romulo Fialdini
NATUREZA-MORTA com Relógios. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra1554/natureza-morta-com-relogios>. Acesso em: 21 de Jun. 2020. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7

Outro pintor que vou trazer aqui é o carioca Di Cavalcanti que assim como eu, começou desde cedo na arte e gostava de trazer temas nacionais nas suas obras, representar o samba em suas telas era indispensável, mas também as favelas do Rio de Janeiro e festas como o carnaval. Ele foi fortemente influenciado pelo expressionismo e pelos murais mexicanos. As formas usadas por Di Cavalcanti eram simples, curvas e as cores eram predominantemente quentes, principalmente em vários tons de vermelho. 

Pintores_brasileiros_e_o_que_podemos_aprender_com_eles_3

Créditos: Reprodução fotográfica Vicente de Mello
DEVANEIO . In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra2560/devaneio>. Acesso em: 21 de Jun. 2020. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7

Conhecer e nos aprofundarmos na nossa cultura é importante para o nosso aprendizado e nossas referências, cada artista brasileiro tem sua relevância no país e você também pode se tornar um pintor profissional e um artista renomado com muita prática e esforço mas pra isso tem que começar por algum lugar, não é mesmo? 

Com o meu curso de pintura em tela Método Costerus você pode começar a entrar nesse mundo da pintura e se aprofundar cada vez mais! Ah muleque! Clique aqui e conheça!

Marco Costerus e a conexão com a arte

Oi pessoal! Professor Costerus aqui! 

Quando eu me pego pensando no início da minha carreira na pintura eu sinto uma satisfação muito grande, pois foi com muito esforço e muita vontade que eu cheguei onde estou agora e isso é muito bacana. 

A minha conexão com a arte começou muito cedo quando eu era muito novo e muito menino, no colégio mesmo eu gostava de desenhar, representava no papel os desenhos animados da minha época. Quando eu completei 12 anos eu tinha uma professora de artes que percebeu que eu gostava de desenhar e me convidou para desenhar em Pirógrafo que é um instrumento feito para criar desenhos em couro através de uma ponta aquecida.

Marco_Costerus_e _a_conexão_com_a_arte_2

Com 14 anos eu conheci alguns artistas e logo depois quando ainda era menor de idade ganhei uma bolsa para estudar na Inglaterra, fiquei dois anos e foi um período muito proveitoso para o meu conhecimento, a turma se dirigia para alguns museus e lá a gente fazia releituras, de muitos pintores famosos e às vezes passava a madrugada pintando. Antes de voltar para o Brasil, decidi passar pela Itália porque para fazer aula com um mestre da escultura que era desenhista e pintor. Eu já realizei algumas esculturas e acredito que as artes estão todas integradas, a pintura com a escultura e por aí vai.

Os quadros falam da alma e na arte eu consigo colocar o sentimento e me expressar de uma forma magnífica. Estudei muito, desenhei muito e pintei muito, mas a vida é um constante aprendizado e na pintura também é assim, o aprendizado nunca acaba e não é bom ser pretensioso e se achar melhor pintor que os outros. Sempre você vai ter o que aprender não podemos perder a vontade. O artista que está iniciando na pintura necessita olhar para si e entender quais as suas emoções e sentimentos a serem expressados na tela. Porque arte sem sentimento não influencia e nem toca as outras pessoas.

A conexão com a arte está nos mínimos detalhes, se encontra nos sentimentos que você colocou na tela, a forma que se expressou, as cores e tons que você usou. É algo importante para encontrar a sua identidade visual e suas características. A arte mora dentro da gente.

Ah muleque? Pegou essas dicas?

Você que es lendo isso, com certeza pode se tornar um grande artista. Pode estar faltando colocar pra fora e desenvolver e eu estou aqui pra te ajudar. Nada é do dia para a noite e no começo parece que é você sozinho contra o mundo, mas depois muitas coisas vão se alinhando e tomando forma. Conheça o meu curso de pintura em tela e aprenda as técnicas e métodos para fortalecer a sua conexão com a arte. Clique aqui e saiba mais

Pintura de paisagem e suas diversas fases na história

Fala pessoal! Tudo bem com vocês? No artigo anterior falamos sobre os estilos de pintura em tela e hoje eu vou falar um pouquinho sobre a pintura de paisagem que é um segmento amado por muitos dos meus alunos.

A pintura de paisagem é muito antiga e por isso já passou por muitas mudanças e movimentos diferentes ao longo da história da arte.  É a principal forma de arte que representa a natureza, como rios, árvores, montanhas e o céu. É uma visão ampla que traz uma percepção do mundo de um lugar ou até mesmo de um sonho. Tanto a luz, como a perspectiva são importantes elementos nesse tipo de obra junto com ambiente e o espaço que não podem faltar. Na paisagem o pintor percebe a natureza como fonte de inspiração.

Fases da pintura de paisagem

A paisagem era comumente representada na cultura egípcia, romana, grega e na china. Na idade média tinha uma representação celestial em que era concebida como consequência de uma obra divina e do criador. No Renascimento a pintura de paisagem serviria para manifestar mitos urbanos ou manifestações políticas, mas infelizmente, a paisagem prosseguia sendo apenas parte de um quadro de história ou de um retrato não tendo ainda a paisagem como destaque. 

O segmento pintura de paisagem era pouco valorizado no início do século e foi apenas no Barroco que ela conseguiu o seu status de gênero na pintura. Os comerciantes burgueses da época começaram a consumir esse tipo de arte por ser mais acessível e a partir daí a pintura de paisagem começou a se popularizar na Europa.

Nicolas Poussin foi um importante pintor de paisagem, nascido na França, sua arte era resultado de um estudo imenso, baseado em um entendimento característico do meio artístico e percebeu que o principal ponto para a conservação e valorização da pintura de paisagem estaria no equilíbrio entre os elementos da obra.

A paisagem nos inspira e nos tira da zona de conforto, alimenta a imaginação e a criatividade. Saber a trajetória desse estilo que tanto amamos nos ensina a valorizar e apreciar ainda mais as obras desse tipo. Coloque na tela aquela paisagem bonita, uma vista de uma viagem já realizada, o importante é pintar

Ah muleque!  

Gostaria de praticar ou aprender PINTURA DE PAISAGEM? Conheça o meu curso online MÉTODO COSTERUS e aprenda diversas técnicas para colocar as suas inspirações na tela.

O que podemos aprender com paletas de cores?

Oi pessoal! No artigo anterior eu falei um pouquinho do que vamos ver no curso de pintura em tela MÉTODO COSTERUS. No texto de hoje eu vou contar para vocês, como as cores podem nos ajudar a fazer lindas composições.

Sempre nos encontramos refletindo em “qual mistura” ficará mais chamativa, quais cores agradam mais, quais cores deixar de usar. É preciso entender um pouco melhor sobre quais cores combinam entre si. O_que_podemos_aprender_com_paletas_de_cores_1

Na nossa infância umas das coisas que aprendemos é que várias cores de tinta são criadas a partir da mistura de outras cores, aprendendo sobre cores primárias, que são o vermelho, amarelo e azul. Geralmente aprendemos também sobre as cores quentes e frias.

A harmonização das cores reflete nos sentimentos e sensações. As cores possuem uma forte influência sobre a mente humana, provocando emoções e reações, por exemplo: as cores vermelho e amarelo, no momento em que são usadas juntas incentivam o apetite, ansiedade e a tonalidade branca que é utilizada, na maioria das vezes, como uma cor de fundo, já que transmite uma sensação de limpeza e tranquilidade. As cores podem entrar em acordo para conceber esses efeitos, por exemplo, pode se fazer, com correta combinação, um ambiente mais leve, uma pintura mais afetiva, desde que usemos tons de cores proporcionais e relacionadas. Tonalidades devem ser bem escolhidas para criar uma imagem agradável e harmônica medindo a intensidade nos elementos que são inseridas. Não existem regras sobre combinações de cores, tudo depende do objetivo que você pretende chegar.

A teoria das cores foi estudada por diversos artistas renascentistas como Leonardo da Vinci e Caravaggio. Cores frias em que o azul e o verde predominam criam sensações de calma, de energia e tranquilidade e são geralmente usadas para representar árvores ou oceano. Nas cores quentes predominam o vermelho, amarelo, laranja, rosa e roxo são usadas para representar calor, proximidade, o sol ou o outono. 

Outro ponto que devemos nos atentar é em relação ao contraste entre as cores que também é um elemento bastante utilizado para trazer vida a pintura, visto que, ele aumenta ou diminui regularmente conforme a ordem e a qualidade das cores do arranjo do quadro, afetando proporcionalmente o tom, a luminosidade e a temperatura.

Precisamos conhecer as cores, experimentar e usar as combinações sempre que possível, pois a utilização esteticamente agradável torna fácil a mensagem que queremos transmitir. Utilize o seu senso crítico para criar obras fabulosas com as cores. 

Ah muleque! Vamos nessa? Vem praticar a arte da pintura em tela no curso online MÉTODO COSTERUS, invista em você! Clique aqui

No que o curso de pintura em tela pode te ajudar?

Durante todo o meu percurso de ensinar pintura eu já ajudei milhares de pessoas a desenvolverem sua criatividade e encontrar seu espaço nas artes visuais. Não existe uma fórmula mágica e você não vai acordar da noite para o dia achando que é um pintor profissional.

O curso é para quem sabe que precisa praticar ou adquirir mais segurança na pintura e pra isso vai conseguir durante o curso superar o medo e a apreensão, aproveitando o acesso ao conteúdo e o comprometimento consigo mesmo que nunca deve faltar.

A apresentação da aula é simples e bem prática com a didática eficaz que vai despertar o dom artístico existente dentro de você, destravando a sua criatividade. Você poderá evoluir com o seu desenho e melhorar suas técnicas com o pincel e espátula.

Existem diversas técnicas na pintura em tela, mas você não tem que saber todas logo no início.

A pintura vai ser entendida e colocada em prática para além de uma disciplina isolada e recreativa. A prática precisa se construir num campo de métodos específicos e seu desempenho necessita se ampliar através da inclusão de seus preceitos em metodologias e constâncias tradicionais, de forma coletiva e igual para todos.

Novas técnicas, insights e ideias poderosas podem surgir.

O curso de pintura em tela online MÉTODO COSTERUS pode servir também como passatempo para você nessa quarentena que estamos vivendo. Aprenderemos técnicas de luz e sombra, equilíbrio, composição e mistura das cores e isso é apenas alguns dos diversos elementos que vou trazer. No_que_o_curso_de_pintura_em_tela_pode_te_ajudar_2

Diversos alunos já me procuraram para contar que saíram da depressão e pararam de tomar remédios por conta da pintura, aliviando o estresse por conta da leveza que ela traz.

O curso em pintura em tela te ajuda a desenvolver o olhar do estrangeiro que na arte significa perceber algo com um novo olhar, livrar a paisagem da representação que se faz dela, podendo desconstruir um cenário. Quem quer aprender pintura em tela deve se imaginar pintando e no curso vai aprender a exercitar isso.

Não adianta falar que não sabe por onde começar e nem sabe quais materiais é necessário para a pintura em tela. Baixe o meu ebook gratuito: lista de Material para Iniciante na Pintura que você vai descobrir o material correto, quais as cores você pode começar, tamanhos das telas e um pouco mais sobre os tipos de tintas

Ah muleque! esperando o que? Vem praticar a arte da pintura em tela no curso online MÉTODO COSTERUS, invista em você! Clique aqui e conheça!

Pintura em Tela como Terapia

A pintura em tela é um dos pilares da arteterapia, a ciência que traz os benefícios da arte para a saúde mental. É usada principalmente para ajudar pacientes com algum tipo de dificuldade psicológica como, por exemplo, obstáculos para se expressar e conflitos emocionais e podem ser tratados através da pintura em tela, pois o pintor se envolve num tipo de meditação. Pintura_em_tela_como_terapia_1

A arte favorece a imersão da mente

Pessoas tímidas e retraídas que possuem dificuldades em se comunicar podem ter diversas melhorias com a pintura em tela por serem capazes de destravar a criatividade e expressar as suas emoções e sensações na tela.

Usar um instrumento como uma aquarela, lápis ou pincel desenvolve a motricidade e conexões cerebrais. Nos adultos, reduz a ansiedade, nas crianças se desenvolve a coordenação motora e ameniza o déficit de atenção em alguns casos, estimulando a criatividade e nos idosos, melhora a paciência, raciocínio e os movimentos da mão.

A pintura em tela permite ao indivíduo se desligar do mundo e se concentrar nos traços, nos desenhos, formas e cores. Necessita de concentração, pois é um trabalho delicado e cuidadoso. Por isso exercita e melhora o foco e a atenção.

Quando o ambiente da pintura em tela se encontra em um lugar aconchegante, alegre e agradável, pessoas com traumas podem ter a autoestima ressignificada, podendo alcançar grandes realizações pessoais sendo capaz de voltar a vida social e até mesmo tratarem a depressão.

A pintura em tela estimula as pessoas num processo de transformação, reflexão e formação e traz o redescobrimento do próprio ser, podendo se tornar até mesmo um hobby

De forma simples você pode começar a pintura em tela como terapia, conheça os meus cursos introdutórios para fazer dentro da sua casa mesmo, sem complicação: https://www.costerus.com.br/cursos-de-pintura/

A muleque, bacana né? 

Está iniciando a sua trajetória na arte ou tem vontade de aprender pintura em tela? Baixe o ebook “Lista de Material para Iniciante na Pintura e acompanhe o meu canal com dicas para  e muito conteúdo.

Arte como Profissão

Eu tenho certeza que você já pensou em algum momento da vida nessas seguintes frases: Eu trabalho, sou casado não tenho tempo de me dedicar a arte, não tenho materiais e nem sei por onde posso começar. Esse tipo de frase é bem comum pra quem tem no mínimo um leve interesse em levar a arte como profissão. O que eu posso te antecipar é não tem problema, pois no momento que você puder se dedicar num dia de folga ou qualquer tempo livre, pode botar pra quebrar. Não importa a sua idade ou condição física, pois o que você não pode deixar de fazer é se arriscar.

Arte é paixão e você pode se tornar um grande artista com esforço, dedicação e com certeza muito trabalho. Se você realmente quer levar a arte como profissão, deve perder o receio da incerteza.

Não existe uma fórmula de sucesso em nenhum trabalho, entretanto o que podemos fazer é refletir sobre o papel do artista no mundo até porque a arte é o que nos faz humanos.

No começo, muitas vezes passamos por dificuldades que quase nos fazem desistir por isso divulgue o seu nome quanto antes. Você também pode criar um site e uma galeria virtual nas redes sociais como o Facebook ou Instagram para divulgar o seu trabalho, quem ver e gostar, certamente vai apoiar e isso é muito bacana. Outra forma de divulgação é expor na rua mesmo, em algum centro artístico, ou até mesmo no centro da cidade. Arte_como profissão_ Marco_Costerus_2

Possivelmente é muito difícil saber quanto cobrar por um quadro. Muitos artistas que estão começando, acabam precificando uma obra por um valor muito baixo dificultando suas carreiras. Você deve escolher um preço justo para os seus quadros. Se planejar a sua presença online e apresentar um conceito artístico coerente para seus seguidores, é bem capaz de alguém encomendar uma arte de sua autoria em algum momento.

A escolha de ser artista traz a certeza de que fazer arte é vital e essencial para a humanidade porque a arte possui nossa essência, nossa história, nossas emoções e traz leveza e prazer para quem sabe apreciar

Se alguém te perguntar a sua profissão fale com orgulho: Sou artista!

Ah! muleque! Estamos juntos! 

Confira o ebook que eu fiz especialmente pra você ver que começar na pintura em tela não é um bicho de 7 cabeças: Clique Aqui

Conheça os meus cursos de Pintura em Tela